Banco de Informações de Tecnologia e Equipamentos para Supermercados

Notícias

21/01/2013

MCX é uma plataforma móvel para pagamento de Varejo, feita pelo Varejo




Um grupo de varejistas, incluindo Lowe, Gap, Wal-Mart, Wawa e Dunkin Brands, fizeram uma parceria para criar um aplicativo móvel próprio: MCX (Exchange Merchant Cliente). Dentro do Retail’s BIG Show, alguns dos participantes desta iniciativa ofereceram uma breve análise no processo por trás do desenvolvimento desta plataforma de pagamento móvel próprio e algumas das soluções oferecidas, a partir da perspectiva do cliente e do comerciante, que eles procuram oferecer.

Um dos principais objetivos do MCX é dar uma experiência superior ao cliente. Pagar usando o aplicativo MCX, não deve ser uma experiência estressante para os consumidores porque deve melhorar a sua experiência nas lojas. Também permite aos clientes usar o mesmo aplicativo móvel em cada um dos varejistas associados à MCX.

Desta forma, o cliente pode fazer o download do aplicativo e usá-lo para pagar em qualquer lugar que está comprando, quer seja no 7-Eleven, Sears ou Hobby Lobby, em vez de ter que baixar um aplicativo separado para cada varejista. Imaginem o Wal-Mart na Black Friday, disse John Drechny (diretor sênior de Pagamentos Eletrônicos do Wal-Mart Stores). Pense o quão fácil será para cada pessoa que quiser pagar em uma plataforma móvel e poder usar o mesmo aplicativo em vez de procurar entre diferentes aplicativos, configurado para diferentes varejistas, telefones ou plataformas de pagamento. O aplicativo MCX procura oferecer agilidade que fará o Black Friday no Wal-Mart se tornar uma experiência livre de problemas.


Outro objetivo da empresa é a segurança. Isso significa usar os códigos de barras, serviços de nuvem e contas com o uso de token dando segurança para transações móveis aos clientes, disse Drechny. Isto também significa escolher a tecnologia acessível. O aplicativo móvel MCX está disponível para quase todos os tipos de smartphones e já que os clientes podem usar o aplicativo em muitos varejistas não será necessário um smartphone com determinado tipo de chip ou de atualização. Isto significa que nenhum consumidor será excluído pelo tipo de telefone que possui. Esta solução simples melhora a segurança e experiência dos clientes e caminha lado a lado com o objetivo de preservar e melhorar o relacionamento com os clientes.


Uma das partes mais fascinantes deste intercâmbio é que é justo para todos os envolvidos. Todos os comerciantes envolvidos, sejam eles grandes ou pequenos, independentemente do ticket médio, tem uma voz igual no desenvolvimento da plataforma de pagamento. Como Kate Jaspon (VP, Controler e Tesoureira Empresarial) da Dunkin Brands disse, muitas das lojas Dunkin são propriedades de franqueados, e seu ticket médio é pequeno se comparado com as lojas da Lowe’s, mas isso não diminui a voz da empresa em um processo de desenvolvimento altamente colaborativo. O MCX não será um bom negócio apenas para os grandes. Todos os varejistas envolvidos têm algo a dizer, mas o processo de colaboração pode ser demorado. "Nós, como profissionais de marketing, estamos alinhados", disse Jaspon.


Outro objetivo é reduzir o ônus dos interessados, limitando a complexidade e minimizando os custos associados às operações móveis.

A MCX oferece aos varejistas uma oportunidade única de trabalhar em conjunto para desenvolver o que poderia tornar-se uma espécie de padrão no mundo do comércio móvel. Outra vantagem, uma vez que foi criado para varejistas e pelos varejistas, é ajudar a atender as necessidades de cada cliente.

FONTE: NRF 2013 DATA: 15/01/2013


TAGS



Veja mais notícias

>> clique aqui para ver todas as notícias

Publicidade

developed by atr2japan Copyright 2012 - 2019 - Abras - Todos os direitos reservados