Banco de Informações de Tecnologia e Equipamentos para Supermercados

Notícias

22/10/2012

Amazon avança nas negociações para começar as atividades no brasil

A empresa norte-americana Amazon, maior varejista mundial de comércio eletrônico (e-commerce), tem dado passos largos para iniciar suas atividades no Brasil. Segundo documentos da Junta Comercial de São Paulo, Alexandre Szapiro, ex-diretor-geral da Apple no Brasil, será o presidente da operação brasileira. Além disso, a sede da Amazon Brasil já está definida, na cidade de São Paulo, e a companhia ainda pode negociar a compra da Livraria Saraiva, líder nacional do segmento livreiro.

Szapiro deixou seu cargo na Apple em agosto e, desde então, especialistas já confirmavam sua mudança para a Amazon. Mauro Widman, ex-executivo da Livraria Cultura e que vinha coordenando a entrada da Amazon no Brasil, passa agora a responder somente pelos assuntos relacionados ao Kindle, leitor de livros digitais da marca. Já a sede da empresa está registrada no complexo empresarial Rochaverá, no bairro Vila Almeida, próximo ao Shopping Morumbi, na região sul da capital paulista.

As agências de notícias também anunciam que a Amazon está em negociações para comprar a Livraria Saraiva, o que garantiria a rápida expansão da empresa no Brasil. Procurada pelo DCI, a rede de livrarias limitou-se a dizer que "não comenta rumores, boatos ou especulações".

As notícias chegaram a afetar as ações de algumas empresas na Bolsa. A B2W, varejista eletrônica que pode sofrer grande impacto com a concorrência da Amazon no Brasil, registrou queda de até dois dígitos nos dois últimos dias. Já as ações da Saraiva apresentam crescimento desde a última quarta-feira.

Histórico

No início do ano, a Saraiva chegou a ser acusada de fazer pressão com as editoras para que elas não assinassem contratos com a gigante norte-americana, tirando espaço em suas lojas dos livros das empresas que não seguissem a recomendação. A rede de livrarias, com 102 unidades em operação, faturou cerca de R$ 1,8 bilhão no País no último ano e atualmente é líder isolada no setor.

Nos Estados Unidos, a Amazon levou várias livrarias à falência e obrigou as editoras a reduzirem suas margens de lucros. A estratégia faz com que a empresa atualmente detenha cerca de 30% do mercado nacional de livros. No Brasil, a primeira dificuldade da Amazon foi ter o domínio amazon.com.br, que já era registrado pela Amazon Corporation, uma empresa do Pará especializada em computadores. A norte-americana travou uma batalha na Justiça por sete anos para finalmente conseguir a propriedade deste endereço eletrônico.

 


Veículo: DCI



TAGS



Veja mais notícias

>> clique aqui para ver todas as notícias

Publicidade

developed by atr2japan Copyright 2012 - 2019 - Abras - Todos os direitos reservados