Banco de Informações de Tecnologia e Equipamentos para Supermercados

Notícias

23/07/2012

Itautec e Alterdata aliam-se para atender pequeno e médio varejo

Nos últimos anos, pequenas e médias empresas brasileiras dos mais variados setores têm ampliado seus investimentos em tecnologia. No varejo, as companhias começaram a investir mais fortemente na área para a atender a exigências regulatórias, como a nota fiscal eletrônica, e, mais recentemente, para aprimorar a gestão e buscar diferenciais competitivos em relação às grandes redes que dominam o setor.

A conjugação desses dois cenários está no centro de uma parceria da Itautec e da Alterdata Software. As duas companhias estão unindo forças para oferecer pacotes de tecnologia de automação voltados exclusivamente a pequenos e médios varejistas. Pelo acordo, a Itautec fornecerá equipamentos como computadores, impressoras fiscais e terminais de ponto de venda. A Alterdata entrará com a oferta de sistemas de gestão empresarial, que serão instalados nas máquinas.

Sob o desenho da parceria, pequenas varejistas são companhias com faturamento de até R$ 5 milhões por ano, e as médias, com até R$ 50 milhões. Os pacotes serão vendidos pela equipe da Alterdata, com assessoria da Itautec quando for necessário. Os serviços de manutenção serão compartilhados e terão o apoio da rede de assistência técnica da Itautec, presente em 3,7 mil cidades brasileiras.

Para Flávio Montezuma, diretor de automação comercial da Itautec, o acordo atende a uma necessidade do varejo de pequeno e médio portes. Até bem pouco tempo, disse o executivo, o baixo nível de exigências fiscais e a gestão menos profissional dessas companhias se refletia em investimentos escassos em tecnologia. Ao mesmo tempo, a aquisição de equipamentos e sistemas era feita com diferentes fornecedores. "Com a tendência de formalização, essas empresas estão sendo obrigadas a ampliar seus projetos. Por outro lado, elas querem ter um único canal de relacionamento para simplificar esse processo", disse.

Para as duas parceiras, o acordo vai permitir acelerar a expansão dos negócios com esse público. No caso da Alterdata, cuja atuação está mais centrada nesse perfil de empresa, a principal vantagem está em aprimorar a oferta sem ter que investir tempo e recursos para reestruturar suas operações.

Hoje, a Alterdata fecha em torno de 30% dos projetos negociados com pequenos e médios varejistas. "Com a parceria, queremos ampliar esse índice para 50% e fechar 2012 com uma receita de R$ 90 milhões", disse Ladmir Carvalho, diretor executivo da Alterdata. Em 2011, a companhia obteve uma receita de R$ 70 milhões.

Para a Itautec, a parceria vai impulsionar as recentes estratégias com foco no mercado de empresas de pequeno e médio portes. A fabricante ficou conhecida por priorizar sua atuação na automação comercial destinada a empresas de grande porte. "Hoje, porém, há uma forte tendência de fusões e aquisições entre grandes redes varejistas. Para nós, é muito arriscado apostar todas as fichas nessas empresas diante desse cenário", afirmou Montezuma.

O executivo não revela as projeções de receita de automação com a nova parceria. No entanto, disse acreditar que o acordo vai ajudar a Itautec a retomar o crescimento da divisão neste ano. Em 2011, a unidade de automação da fabricante - que inclui também automação bancária - obteve uma receita de R$ 380,2 milhões, com queda de 19,7% em relação ao desempenho de 2010.

Veículo: Valor Econômico


TAGS



Veja mais notícias

>> clique aqui para ver todas as notícias

Publicidade

developed by atr2japan Copyright 2012 - 2019 - Abras - Todos os direitos reservados