Banco de Informações de Tecnologia e Equipamentos para Supermercados

Notícias

10/07/2012

Venda por meio de Smartphones impulsiona varejo digital no país

Pão de Açúcar e Pizza Hut já oferecem aplicativos e conquistam clientes pela praticidade de suas ofertas

Os varejistas brasileiros estão pegando carona nas vendas dos smartphones no Brasil para ampliar suas receitas. A rede Pão de Açúcar acaba de lançar sua plataforma de compras via celular, batizada de Vitrine Virtual.

A iniciativa é a primeira do segmento de supermercados no país. A ferramenta é composta por uma estrutura de painéis que simulam as gôndolas. “Nossa ideia é oferecer mais uma opção para os clientes fazerem suas compras com rapidez e economia de tempo, a qualquer hora do dia”, explica Andrea Dietrich, diretora de Marketing Digital do grupo.

Com essa facilidade, a empresa também espera conquistar novos consumidores. Facilidade é, aliás, a palavra-chave da Pizza Hut, que desde o ano passado conta com seu aplicativo para pedidos nas lojas em São Paulo.

Segundo Hilton Kawaguchi, diretor de Marketing da rede na capital paulista, cerca de 20 mil usuários baixaram o aplicativo. Em menos de um ano, as vendas por meio de smartphones já representam 30% do total. “Queremos chegar a 50% no próximo ano”, revela.

A principal vantagem da compra via smartphones está mesmo na praticidade, pois o usuário não precisa nem mesmo do cartão de crédito. Além disso, o sistema de “avisos” permite que o cliente receba no telefone as atualizações de produtos em tempo real. Thiago Moreira, analista da Nielsen, explica que um levantamento da consultoria com usuários de smartphones no Brasil mostrou que 47% deles usariam ferramentas de pagamentos, ante 36% dos usuários em outros países. “As empresas já começam a identificar esse potencial de vendas.”

Estudo da Bain & Company mostra que neste ano as vendas on-line deverão movimentar US$ 11,9 bilhões no Brasil, valor que deve chegar a US$ 22 bilhões até 2016. Há 22 anos no mercado, a Giuliana Flores mudou radicalmente sua estratégia de expansão dos negócios com o advento da internet na virada do século. “Pensamos em abrir lojas físicas, mas decidimos investir na web”, conta Giuliano Souza, diretor de e-commerce da empresa.

A aposta foi tão acertada que hoje 90% das vendas no Brasil são feitas pelo site. Agora, a empresa testa seu aplicativo, que deve ser lançado até setembro. Atenta a esse movimento do mercado brasileiro, o grupo alemão Rocket, dono da Dafiti e Groupon lançou no ano passado a Tricae.

Voltada para a venda online de produtos infantis, a empresa tem 4,5 milhões de acessos mensais. “Estamos fortalecendo nossa presença na web e estudamos no futuro, investir em novas plataformas de vendas, como aplicativos e vendas na TV”, diz Gustavo Furtado, CEO da empresa.

Veículo: Brasil Econômico


TAGS



Veja mais notícias

>> clique aqui para ver todas as notícias

Publicidade

developed by atr2japan Copyright 2012 - 2019 - Abras - Todos os direitos reservados